LATAM Airlines: comportamento agressivo de passageiro a bordo

Um passageiro alterado dentro de um avião pode causar grandes problemas. Geralmente, quando a tripulação não consegue acalmar os ânimos, o voo precisa ser desviado para o aeroporto mais próximo para desembarque do passageiro. A Polícia Federal é acionada.

Jerome Cadier, CEO da companhia área LATAM Airlines no Brasil, citou um caso recente:

“Quero hoje dividir com vocês como algumas decisões são tomadas na aviação. Muitas vezes estas decisões são tão particulares que dificilmente são conhecidas ou explicadas aos passageiros. Vale a leitura para conhecer um pouco mais do nosso mundo!

No dia 8 de março tivemos uma ocorrência em nosso voo de São Paulo a Barcelona: um dos passageiros demonstrou comportamento agressivo e não foi possível acalmá-lo. Como ele colocava em risco a segurança do voo, dos passageiros e tripulantes, tivemos então que pousar em Fortaleza para desembarcar este passageiro. O que acontece em casos assim? Segue um breve resumo.

Em voos longos, os aviões decolam carregados de combustível para todo o voo. Como estávamos com mais combustível do que o normal para um pouso em Fortaleza, tivemos que “alijar combustível” (sim, jogar fora!) para reduzir o peso para aterrissagem. Jogamos 3 toneladas (3 mil quilos de combustível) durante a órbita para pousar em Fortaleza. Não jogamos mais porque o Boeing 767 só consegue alijar combustível do tanque central, não das asas. Assim pousamos “pesado”, com 157 toneladas.

Embora possível, um pouso acima de 145 toneladas para um B767 requer cuidado e, além disso, uma revisão profunda da manutenção em Fortaleza foi realizada para que o avião estivesse seguro para seguir viagem.

Depois do pouso, começa então uma corrida para a revisão cuidadosa da aeronave e neste momento não sabemos se será possível ou não seguir viagem com esta tripulação, pois pela lei do aeronauta, existem limites de jornada além da qual a tripulação não pode seguir viagem sem descansar antes. Neste momento temos que começar a preparar o plano B (encontrar hotel para todos e reprogramar os voos impactados) caso este voo não siga.

A manutenção fez brilhantemente seu trabalho e liberou o avião para a decolagem. Reabastecemos, tivemos que reprogramar a rota (pedindo a necessária autorização) e voamos mais rápido (velocidade acima do ótimo para o consumo de combustível).

Chegamos a Barcelona 3 minutos antes do limite da jornada para a tripulação e conseguimos não cancelar o voo!

Brilhante trabalho de equipe de varias áreas da LATAM Airlines que ninguém fica sabendo. Um passageiro descontrolado pode prejudicar a vida dos outros 300, desperdiçar tempo, combustível e MUITO dinheiro. Neste caso, salvamos o dia! Nem sempre conseguimos. Mas isto ajuda muitos de vocês a saber como é complicado (e interessante) trabalhar em aviação e quão pouco temos sob nosso controle a garantia que a experiência de vocês seja impecável.

Por isto eu amo a aviação: é igual a nossa vida!”

Na minha opinião, um passageiro que comete essa atitude deveria ir para a blacklist – ser banido da companhia aérea. Isso acontece nos EUA com quem arruma confusão em voos. Ou, no mínimo receber a conta do prejuízo que causou.

Você pode se interessar

Deixe um comentário

Cartões, Milhas e Viagens. Tudo está interligado. Você faz compras no cartão de crédito para acumular milhas aéreas e viajar.

Copyright 2022 © Cartões, Milhas e Viagens