É possível atingir o score 1.000 na Serasa?

Todo mundo tem um score de crédito. A sua nota de crédito diz muito sobre você e os bancos analisam várias informações disponíveis no mercado para decidir se irá oferecer crédito para você. Pode ser um cartão de crédito, um empréstimo pessoal, um financiamento ou consórcio. Você é constantemente avaliado para que os bancos saibam se você é um bom ou mau pagador. E tudo está atrelado ao número do seu CPF.

Basicamente, são três níveis de clientes:

  • Score baixo: 0 a 399 – alerta ligado, pois você não está sendo visto com bons olhos pelo mercado;
  • Score médio: 400 a 699 – tudo está indo bem, mas pode melhorar, e você é um bom pagador;
  • Score alto: 700 a 1.000 – você tem uma situação financeira bem estável aos olhos do mercado.

Recentemente, duas pessoas do meu Clube de Mentoria atingiram a pontuação máxima: 1.000 pontos. Depois da atualização da Serasa, percebi que ficou mais fácil chegar a essa pontuação.

Veja os prints que eu recebi:

Em outros grupos recebi também relatos iguais de pontuação máxima.

Score 1.000: todos os cartões serão aprovados?

Essa é a má notícia: score máximo não significa aprovação máxima. Mesmo com 1.000, você terá cartões negados, pois a Serasa é apenas uma das checagens que os bancos fazem no seu CPF. Vários fatores influenciam na decisão de aprovação de um cartão.

Clube de Mentoria

No meu Clube de Mentoria você vai aprender:

  • Como conseguir os melhores cartões de crédito – Black, Infinite, Nanquim, Diners e The Platinum Card;
  • Como acumular pelo menos 1 milhão de milhas aéreas por ano;
  • Como ter acesso gratuito e ilimitado às salas VIP;
  • Como viajar de Classe Executiva.

Não é um curso – é uma comunidade no WhatsApp, onde você pode falar diariamente comigo e com a minha equipe, além de trocar informações e dicas com os demais membros. Um espaço onde você vai aprender muito diariamente e vai transformar o seu dia a dia e as viagens com conteúdo valioso! Clique aqui para saber mais.

Você pode se interessar

Deixe um comentário