Pesquisar
Pesquisar

Relato! Upgrade para Classe Executiva na Azul está cada vez mais difícil

A Azul Linhas Aéreas oferece a Classe Executiva nos seus voos para os EUA e para a Europa. Um dos benefícios do seu cartão de crédito Itaú Azul Visa Infinite são os dois cupons de upgrade. Você compra a passagem aérea em Classe Econômica e, mediante disponibilidade, consegue o upgrade imediatamente para a Classe Executiva. O grande problema é que realizar esse upgrade está se tornando uma missão quase impossível.

Veja o relato que recebi no meu clube de mentoria:

“Esse ano, eu aproveitei uma oportunidade para experimentar a estratégia do cartão de crédito Azul Visa Infinite, com o objetivo de fazer uma viagem para Orlando com minha esposa. Como casamos recentemente, e seria a primeira vez dela viajando internacionalmente, achei que seria um presente incrível levá-la em um voo de Classe Executiva para a Disney.

Para isso, acumulei 50 mil pontos, como recomendado, para desbloquear o Companion Pass e aproveitar os benefícios de cortesia internacional e upgrade de cabine.

Fiz muitos cálculos para avaliar se valeria a pena, especialmente porque tenho cartões Santander AAdvantage Mastercard Black e BRB DUX Visa Infinite. Analisei todos os cenários possíveis e, em determinado momento, quase desisti da ideia. O atendimento excepcional da American Airlines e a renovação das milhas eram fatores que eu deveria ter levado mais em consideração desde o começo.

Infelizmente, não dei o devido valor ao atendimento da Azul e acreditei que os benefícios do Companion Pass eram reais, não um presente problemático.

Agora, com o visto americano em mãos, iniciei a busca pelas passagens. Infelizmente, minha esposa não tem datas flexíveis como eu, então tínhamos que viajar entre 03/02/2024 e 03/03/2024.

Com algumas dúvidas e preocupado em não perder mais tempo, antes de comprar as passagens on-line, resolvi verificar a possibilidade de fazer o upgrade de cabine através do atendimento telefônico.

Os atendentes foram sempre muito cordiais e educados, mas, para minha surpresa, não havia disponibilidade para fazer o upgrade de cabine em nenhuma data dentro desse período de fevereiro, tanto na ida quanto na volta. Isso para as passagens com melhor custo-benefício, é claro. Cheguei até a testar com algumas passagens mais caras, mas a resposta continuou sendo a mesma.

Tentei algumas vezes, mas não obtive sucesso. Alguns atendentes me informaram que conseguir um upgrade através do Companion Pass era algo bem difícil de alcançar e que só era possível em voos recém-disponibilizados, ou seja, voos com 11 meses ou mais de antecedência em relação à data atual.

Desconfiado de que algo estava errado, comecei a procurar por disponibilidade de upgrade em voos de melhor custo-benefício de fevereiro a maio. Dessa vez, não houve surpresas: novamente, não havia upgrade disponível em nenhum voo.

Outros atendentes me disseram que dependia da sorte e sugeriram que ligássemos a cada dois dias para verificar a disponibilidade. Isso me pareceu estranho, pois com a quantidade de voos que pesquisei, pelo menos um upgrade deveria ter aparecido.

Deve haver algo profundamente equivocado aqui, considerando que diversas fontes de informação afirmam que menos de 5% da população possui uma renda de R$ 10 mil ou mais.

O que realmente me frustra é quando analiso o seguinte:

Quantas pessoas têm renda suficiente para obter um cartão como esse, sabem da estratégia, conseguem atingir e implementar essa estratégia, têm tempo e disposição para fazê-lo, desejam viajar para Orlando, querem viajar em fevereiro e mesmo assim, não conseguem encontrar um upgrade para um período de 4 a 8 meses a partir da data atual? Algo está visivelmente fora de lugar aqui!

Isso realmente faz com que eu questione o sistema e as promessas feitas pelos programas de recompensas. Amanhã vou tentar novamente, agora focando em pelo menos três voos por mês de maio a setembro de 2024.”

A migração do PDA para o AVI

Desde que o PDA morreu, a migração foi massiva para o AVI. A proposta do cartão é realmente atraente, mas ao longo de 2023 a disponibilidade na Azul Linhas Aéreas pirou bastante, e houve também inflação da tabela de resgates. A estratégia que parecia incrível se mostrou ruim.

Para ir aos EUA, eu prefiro a emissão via tabela fixa da LATAM Airlines Brasil na Delta Air Lines por apenas 90 mil pontos por trecho em Classe Executiva. Também gosto muito das emissões da Smiles na American Airlines, em Classe Executiva, por volta de 150 mil milhas por trecho.

Para ir à Europa, eu prefiro a emissão via Iberia Plus na própria Iberia, com valores a partir de 31 mil milhas em Classe Executiva. Também aparecem boas opções via Smiles voando na Air France, KLM e Turkish Airlines, sem taxa de combustível, a partir de 200 mil milhas por trecho.

Por isso, eu sempre tenho receio de cartões co-branded. Eles podem mudar as regras ou disponibilidade a qualquer momento e você fica preso. Quando os pontos estão no cartão você tem o poder de escolha.

Clube de Mentoria

No meu Clube de Mentoria você vai aprender:

  • Como conseguir aprovar os melhores cartões de crédito;
  • Como acumular milhas aéreas em tudo o que você faz;
  • Como definir a melhor estratégia para o seu perfil;
  • Como comprar passagens aéreas com até 90% de desconto usando milhas;
  • Como ter acesso gratuito às salas VIP no mundo inteiro.


A minha comunidade é a mais atualizada e dinâmica do WhatsApp, com networking diário (grupo aberto para troca de mensagens) e sempre com a minha participação.
O grupo é uma versão atualizada dos cursos cheios de bla bla bla. Aqui o aprendizado é muito mais rápido, dinâmico, sem enrolação e focado para quem não tem tempo e nem dinheiro a perder.

Pode ter certeza: você terá acesso ao melhor conteúdo, sempre atualizado e em primeira mão.

Clique aqui para saber mais.

Você pode se interessar

Deixe um comentário