Como isentar a anuidade do The One Mastercard Black

O Itaú lançou o The One Mastercard Black e já está passando vergonha – no crédito e no débito. O motivo é bem simples: depois de anos de atraso frente aos bancos concorrentes, criou um cartão com anuidade de R$ 4 mil que não apresentou nenhuma novidade no mercado.

O The One não é o melhor em nada -, mas é o pior no valor da anuidade. Para piorar a situação, a política de isenção é tão ridícula quanto o cartão.

Isenção com investimento

  • 100% de isenção com investimento igual ou superior a R$ 5 milhões.

Isenção com gastos

  • 100% de isenção com gastos a partir de R$ 60 mil por mês.
  • 50% de isenção com gastos entre R$ 30 mil e R$ 60 mil por mês.

Conclusão

Quem idealizou esse cartão ou não conhece nada do mercado ou acha que os clientes são burros. O cartão não inovou e ainda tem uma política sem noção para isentar os clientes do Private Bank ou Itaú Personnalité.

Você será muito mais feliz com:

  • Itaú Pão de Açúcar para acumular milhas;
  • Unicred Visa Infinite para usar as salas VIP e spread zero;
  • American Express – The Platinum Card para pontuar Livelo e aproveitar os benefícios Amex;
  • Bradesco Elo Diners Club para ter os excelentes benefícios da Elo;
  • Unlimited Visa Infinite e Unlimited Mastercard Black no combo pelos benefícios.

Os bancos continuam querendo fazer lavagem cerebral nos clientes vendendo cartões como se fossem os melhores do mundo, mas quem lê o Cartões, Milhas e Viagens não é enganado. Aqui não damos dinheiro para banco – são os bancos que dão dinheiro para nós. Informações claras e diretas mostrando a verdade do mundo dos cartões de crédito.

Dica do Gabriel Dias

Tem muito golpe por aí prometendo aumento do score de crédito e liberação de qualquer cartão de crédito. Isso não existe. O que existe são estratégias para você conseguir cartões e conseguir aumentar os limites. Não é algo tão simples e geralmente também não é imediato. Por isso, no meu grupo de mentoria no WhatsApp, fixei o tempo mínimo de permanência em 3 meses. Considero esse o tempo mínimo ideal para você realizar um upgrade na sua carteira e entender as estratégias para acumular ao menos 1 milhão de milhas aéreas por ano.

Você pode se interessar

Deixe um comentário